Em 2012 a minha irmã começou a receber aulas particulares de violão. Sempre achei instrumentos de cordas de uma sensibilidade desmedida. Se tocados por mãos que treinadas, eles produzem sons maravilhosos e despertam sentimentos distintos. Fico imaginando Davi com toda a sua devoção e licença poética tocando e cantando para o SENHOR…

Qual será o som do seu coração? Às vezes, as nossas cordas estão desafinadas e até mesmo em estado crítico pela má conservação ou pelos tombos da vida. Mas, ainda assim, as mesmas mãos que criaram o mundo, afinam as cordas e criam uma doce melodia de amor. O instrumento pode estar “caindo aos pedaços”, mas, jamais será jogado fora. Em “Sinfonia”, da Joyce Zanardi, há uma frase linda que diz assim:

"Ele tira som da minha vida, afina as cordas, cria uma nova melodia. Meu Criador, meu Redentor, da minha dor compõe uma nova sinfonia."
Talvez o som que sai do seu coração esteja um pouco fora do compasso ou em um ritmo que em nada te agrada. Mas não fique triste, há esperança para você. A voz do seu Salvador é suave e Ele sussurra em seus ouvidos que te ama e que não desistirá de você. As próprias mãos que criaram o mundo são as mesmas que foram pregadas no madeiro e que te sustentam. Se a música não está te agradando, mantenha a calma, é uma questão de tempo para que uma nova melodia seja entoada.Entregue as partituras para Aquele que entende, confie em Sua maestria e contribua diariamente para não cair o tom. Ainda assim, se vier a cair, não tenha medo, Ele afinará e tirará uma nota bonita.


♥
Malena Flores.
Em 2012 a minha irmã começou a receber aulas particulares de violão. Sempre achei instrumentos de cordas de uma sensibilidade desmedida. Se tocados por mãos que treinadas, eles produzem sons maravilhosos e despertam sentimentos distintos. Fico imaginando Davi com toda a sua devoção e licença poética tocando e cantando para o SENHOR…
Qual será o som do seu coração? Às vezes, as nossas cordas estão desafinadas e até mesmo em estado crítico pela má conservação ou pelos tombos da vida. Mas, ainda assim, as mesmas mãos que criaram o mundo, afinam as cordas e criam uma doce melodia de amor. O instrumento pode estar “caindo aos pedaços”, mas, jamais será jogado fora. Em “Sinfonia”, da Joyce Zanardi, há uma frase linda que diz assim:
"Ele tira som da minha vida, afina as cordas, cria uma nova melodia. Meu Criador, meu Redentor, da minha dor compõe uma nova sinfonia."

Talvez o som que sai do seu coração esteja um pouco fora do compasso ou em um ritmo que em nada te agrada. Mas não fique triste, há esperança para você. A voz do seu Salvador é suave e Ele sussurra em seus ouvidos que te ama e que não desistirá de você. As próprias mãos que criaram o mundo são as mesmas que foram pregadas no madeiro e que te sustentam. Se a música não está te agradando, mantenha a calma, é uma questão de tempo para que uma nova melodia seja entoada.

Entregue as partituras para Aquele que entende, confie em Sua maestria e contribua diariamente para não cair o tom. Ainda assim, se vier a cair, não tenha medo, Ele afinará e tirará uma nota bonita.

"As ondas vem e vão / O vento a soprar / Trazendo o som do mar / A chuva a cair / O som que faz ninar / Me faz querer sonhar / E qual será o som / Que sai de mim, Senhor, o som do meu coração? / Será que seria bom / Me unir a criação / Em um concerto / Uma só canção? Um instrumento eu sou / Desafinado estou / E hoje nem cordas me restou / Mas o Dono do louvor / Maestro, Criador / Faz de mim a melodia do amor […] / Mesmo se o som da minha vida / Às vezes tão ferida / Cair de tom / Saiba, Pai, que a cada frase escrita / A nota mais bonita será a Tua mão.”

Deise Jacinto

Esta última semana foi resumida em: hospital, cada dos avós, viagem para exame, um hiato nas redes sociais e cansaço. Estava com saudade dessa coisa toda de não deixar as folhas em branco e, finalmente, voltei.

Aos meus queridos clientes que me enviaram e-mails e não receberam um retorno: um pouquinho de paciência comigo (e com a minha conexão que nem sempre mantêm-se estável).
Estou adorando usar aquarela no meu bloquinho de anotações. Muitas pessoas perguntam qual é a gramatura dele. Então, é um bloco de notas comum (e com folhas comuns). Como moro no interior, sinto muita dificuldade em encontrar materiais adequados, então, me viro com que tem, só não vale ficar parada.
Ah, acompanhem todas as ilustrações em tempo real e de pertinho através do meu IG: instagram.com/malenaflores_.
Enfim, é isso. ;}

Esta última semana foi resumida em: hospital, cada dos avós, viagem para exame, um hiato nas redes sociais e cansaço. Estava com saudade dessa coisa toda de não deixar as folhas em branco e, finalmente, voltei.

Aos meus queridos clientes que me enviaram e-mails e não receberam um retorno: um pouquinho de paciência comigo (e com a minha conexão que nem sempre mantêm-se estável).

Estou adorando usar aquarela no meu bloquinho de anotações. Muitas pessoas perguntam qual é a gramatura dele. Então, é um bloco de notas comum (e com folhas comuns). Como moro no interior, sinto muita dificuldade em encontrar materiais adequados, então, me viro com que tem, só não vale ficar parada.

Ah, acompanhem todas as ilustrações em tempo real e de pertinho através do meu IG: instagram.com/malenaflores_.

Enfim, é isso. ;}

Já observou o efeito do vento? Às vezes ele é refrescante, sacode os cabelos e até te faz querer voar. Mas também, ele pode devastar cidades. Tão leve, sutil e discreto. Apesar de são ser visível, ele nunca passa desapercebido. Que venhamos ser brisa de novidade boa e gostosa. Que por onde passarmos as pessoas possam sentir o nosso cheirinho e calor, a essência que vem do Alto. Que não sejamos como ventos que derrubam prédios, mas como os que fazem as árvores dançarem, movimentam as nuvens, conduzem os pequenos barcos e faz alguém suspirar. Seja vento. Seja leve.
(Malena Flores)

*

Veja essa e outras fotos em instagram.com/malenaflores_

Já observou o efeito do vento? Às vezes ele é refrescante, sacode os cabelos e até te faz querer voar. Mas também, ele pode devastar cidades. Tão leve, sutil e discreto. Apesar de são ser visível, ele nunca passa desapercebido. Que venhamos ser brisa de novidade boa e gostosa. Que por onde passarmos as pessoas possam sentir o nosso cheirinho e calor, a essência que vem do Alto. Que não sejamos como ventos que derrubam prédios, mas como os que fazem as árvores dançarem, movimentam as nuvens, conduzem os pequenos barcos e faz alguém suspirar. Seja vento. Seja leve.
(Malena Flores)

*

Veja essa e outras fotos em instagram.com/malenaflores_

Sempre há de existir um novo amanhã preparado pra mim. Hoje planto as sementes do amor em alguns corações, amanhã colho os frutos. Hoje é guerra, amanhã é paz. Hoje minha fé se sente enfraquecida, amanhã ela se revigora. Hoje meu coração foi golpeado e ferido, amanhã ele se restaura. Hoje tropecei nos meus próprios sapatos, amanhã me recomponho e levanto. Hoje o céu chorou, amanhã o sol anuncia o seu mais belo e radiante brilho e o céu volta a sorrir. Sigo com paciência acreditando que pra tudo tem o seu tempo determinado. E que, bonito é o que o amanhã reserva.